sexta-feira, 30 de julho de 2010


Que eu possa substituir minhas palavras
pelo toque, pelo sentir, pelo compreender,
pelo segredo das coisas mais raras,
Pela oração mental (aquela que a alma cria e
que só ela, ouve e responde).

Que eu adormeça toda vez que for
derramar lágrimas inúteis, e desperte
com o coração cheio de esperanças.

Que eu possa amar e ser amado.
Que eu possa amar mesmo sem ser amado,
fazer gentilezas quando recebo carinho,
fazer carinhos mesmo quando
não recebo gentilezas.

Que eu jamais fique só, mesmo quando
eu me queira só.


Amém.

(Begiato)



Nenhum comentário:

Postar um comentário