quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012




"Ah! se a gente pudesse se organizar
com o equilíbrio das estrelas
tão exatas nas suas constelações.
Mas parece que a graça
está na meia-luz.
Na ambigüidade"
(Lygia Fagundes Telles)

2 comentários:

Marco C. Leite disse...

quando a gente enxerga as estrelas daqui de longe parece tudo tão calmo e tranquilo, mas quando estamos nelas, são explosões e mais explosões...

Doce ilusão nossa vida, buscar um ideal de paz, de harmonia...

Doce ilusão necessária...

Abraços

Rosane Uchikawa disse...

Verdade....
Mas é justamente este "desconforto" que nos faz ir enfrente e nos "provoca" o desenvolver, o crescer....
Isso me lembra Clarice Lispector, que n
um de seus poemas nos diz que é o "apesar de" que nos move.

Abraço!

Postar um comentário